+351 21 881 68 00 +351 21 884 66 55 Fale Connosco

Lista de Credores - FAQ's

 

Lista de Credores – Perguntas Mais Frequentes

 

1. Quem pode apresentar o requerimento para constar da lista de credores do Estado?
2. Quais os montantes das dívidas que podem vir a ser incluídas na lista?
3. O valor das dívidas de €3500 e de €7000 tem de resultar de um documento único que titule a divida, ou pode resultar da soma de vários desses documentos (factura, contrato ou documento análogo)?
4. O valor das dívidas de €3500 e de €7000 tem de respeitar ao mesmo organismo do Estado, ou pode dizer respeito a dívidas de organismos diferentes?
5. Os limites dos créditos considerados no art. 3.º da Portaria nº 238-A/2008, de 14 de Março, já incluem IVA?
6. A partir de que data se consideram vencidas as dívidas?
7. Como posso obter o requerimento para constar da lista de credores da Administração Central do Estado?
8. Quais as formas de envio do requerimento?
9. Não tenho acesso à Internet. Como posso saber o que preciso fazer?
10. Pode ser aceite um requerimento sem o preenchimento de todos os campos obrigatórios?
11. Como é que eu sei que o meu requerimento foi recebido?
12. Ao preencher o requerimento, e já depois de ter procedido ao seu envio, constato que o mapa seguiu com dados incorrectos. O que posso fazer?
13. Posso reclamar dos dados constantes da lista de credores? Qual é o prazo?
14. Até quando podem ser apresentados os requerimentos?
15. As dívidas de 2008 já podem ser incluídas?
16. Se eu preencher o requerimento e o enviar correctamente, a dívida será paga?
   
   voltar

 

 

 

 

 

 

1. Quem pode apresentar o requerimento para constar da lista de credores do Estado?

O requerimento pode ser apresentado por qualquer pessoa singular que tenha o seu domicílio fiscal em território nacional e também por qualquer pessoa colectiva que tenha sede, direcção efectiva ou estabelecimento estável em território nacional.

voltar

2. Quais os montantes das dívidas que podem vir a ser incluídas na lista?

São passíveis de integrar a lista de credores do Estado as dívidas do Estado a pessoas singulares iguais ou superiores a €3500 e as dívidas do Estado a pessoas colectivas iguais ou superiores a €7000.

voltar

3. O valor das dívidas de €3500 e de €7000 tem de resultar de um documento único que titule a divida, ou pode resultar da soma de vários desses documentos (factura, contrato ou documento análogo)?

Os referidos valores podem resultar do somatório de vários desses documentos, desde que estes titulem a dívida do Estado a um mesmo credor.

voltar

4. O valor das dívidas de €3500 e de €7000 tem de respeitar ao mesmo organismo do Estado, ou pode dizer respeito a dívidas de organismos diferentes?

Os referidos valores podem resultar de dívidas de diferentes organismos do Estado, desde que referentes a um mesmo credor.

voltar

5. Os limites dos créditos considerados no art. 3.º da Portaria nº 238-A/2008, de 14 de Março, já incluem IVA?

Não. Os limites em causa não incluem IVA nem eventuais juros.

voltar

6. A partir de que data se consideram vencidas as dívidas?

A partir do fim do prazo indicado no documento que titula a dívida. Sempre que do contrato não conste a data ou prazo de pagamento, consideram-se os prazos constantes na legislação aplicável.

voltar

7. Como posso obter o requerimento para constar da lista de credores da Administração Central do Estado?

- Via electrónica, no site da SGMF: www.sgmf.pt
- Mediante solicitação endereçada por qualquer via à referida Secretaria-Geral: lista.credores@sgmf.pt

- Através dos seguintes n.ºs de telefone: 21 884 67 06 / 21 884 66 87 / 21 884 66 94 (das 9h00 às 19h00, todos os dias úteis)
- Através do seguinte n.º de fax: 21 884 66 51
- Por correio endereçado à seguinte morada:
Secretaria-Geral do Ministério das Finanças, Rua da Alfândega, n.º 5, r/c, 1100-016 Lisboa.

voltar

8. Quais as formas de envio do requerimento?

O requerimento deve ser enviado:
- On-line: www.sgmf.pt
- Por correio: Secretaria-Geral do Ministério das Finanças, Rua da Alfândega, nº 5 r/c

 1100-016 Lisboa
- Por fax: 21 884 66 51
- Entregue pessoalmente: na Secretaria-Geral do Ministério das Finanças, Secção de Expediente, sala 13, das 9h00-16h30.

voltar

9. Não tenho acesso à Internet. Como posso saber o que preciso fazer?

Ou se desloca à Secretaria-Geral do Ministério das Finanças – Direcção de Serviços de Informação e Relações Públicas, Rua da Alfândega, nº 5 R/c, ou solicita o envio por correio, ou fax para o endereço referido no ponto anterior.

voltar

10. Pode ser aceite um requerimento sem o preenchimento de todos os campos obrigatórios?

Não. Os requerimentos ou mapas de identificação de dívidas não preenchidos de acordo com as instruções serão devolvidos ao interessado pela Secretaria-Geral do Ministério das Finanças.

voltar

11.  Como é que eu sei que o meu requerimento foi recebido?

Se enviar o requerimento através do site da Secretaria-Geral do Ministério das Finanças, poderá imprimir o recibo ou, em caso de preenchimento do campo e-mail do requerimento, receberá automaticamente no seu e-mail um recibo comprovativo do envio.
Se enviar por correio, deverá enviar o documento registado com aviso de recepção.

voltar

12.  Ao preencher o requerimento, e já depois de ter procedido ao seu envio, constato que o mapa seguiu com dados incorrectos. O que posso fazer?

Deve enviar um novo requerimento e mapa identificador da dívida exclusivamente por correio ou fax, para os endereços supra referidos, referindo expressamente qual o documento e dívida que pretende corrigir.

voltar

13. Posso reclamar dos dados constantes da lista de credores? Qual é o prazo?

Pode, desde que a sua reclamação seja apresentada no prazo de 10 dias úteis, a contar da data da publicação da lista.
A reclamação deve ser apresentada de acordo com a minuta existente no sítio da Secretaria-Geral do Ministério das Finanças ou mediante solicitação da mesma pelas vias indicadas para a apresentação do requerimento.

voltar

14. Até quando podem ser apresentados os requerimentos?

Os requerimentos com vista à inclusão das dívidas na lista de credores do Estado podem ser apresentados até 31de Março, inclusive.

voltar

15. As dívidas de 2008 já podem ser incluídas?

Não. Apenas as dívidas com prazo de pagamento igual ou anterior a 31 de Dezembro de 2008 podem ser objecto dos requerimentos a apresentar até dia 31 de Março de 2009.

voltar

16. Se eu preencher o requerimento e o enviar correctamente, a dívida será paga?

A Secretaria-Geral do Ministério das Finanças não tem, nos termos da lei, competência para exigir/pagar os créditos de outros serviços, assumindo, neste contexto da publicação da lista de credores do Estado, uma função de gestor do processo.

voltar